Tradutores, Sintra, Simples, Abrates e quejandos

Daniel Estill

Recentemente, houve uma longa discussão no grupo Tradutores e Intérpretes do Facebook sobre a atuação do Sintra, o enquadramento das empresas de tradução no Simples e assuntos relacionados e diversos. Como em toda discussão do Facebook, comentários informados, dúvidas, opiniões inflamadas e críticas misturaram-se numa longa sequência de rolagens de tela, de difícil leitura e existência fugaz.

Sintra, Simples, Abrates são temas recorrentes, muito antigos e altamente relevantes, que periodicamente reaparecem nas redes sociais e listas de email de tradutores. Há anos que tradutores e empresários de tradução veteranos alertam para os perigos do enquadramento indevido. Há anos que se critica a pouca atuação do Sintra em defesa dos interesses da categoria. Há anos que se questiona a atuação da Abrates. Entre críticas justas e injustas, acredito que caiba às entidades buscar uma maior visibilidade junto aos tradutores e encontrar formas de informar sobre suas atividades constantemente.

A Abrates vem passando por um processo de revitalização há algumas gestões e o Sintra também pode se beneficiar deste bom momento. Nada como uma causa justa e comum para mobilizar a categoria, e o enquadramento numa alíquota menor do Simples e a possibilidade de tradutores serem Microempresas Individuais – MEIs – são motivos altamente justificados para um amplo movimento de filiação e participação dos tradutores em suas entidades. Uma vez filiados e atuantes, suas reivindicações e críticas tornam-se muito mais legítimas e eficazes.

A TradWiki tem artigos específicos sobre a Abrates, o Sintra e mesmo sobre o processo de enquadramento das empresas de tradução no Simples. Como tudo o mais, são artigos em desenvolvimento, abertos à colaboração de todos. Diferente dos debates – ricos e necessários – das redes sociais, os artigos da TradWiki permitem a organização das informações de forma a se manterem sempre atualizadas e relevantes. Tanto quanto à atuação dentro das entidades, cabe a cada um de nós enriquecer nossa enciclopédia com informações embasadas sobre os temas mais importantes para todos nós.

Desta forma, convido as diretorias da Abrates e do Sintra, e a todos que estejam interessados nas questões tributárias que nos afligem a colaborarem com os artigos já disponíveis na enciclopédia. Basta abrir as respectivas páginas, clicar na aba Editar para começar a melhorar e enriquecer as informações lá disponíveis. Os links para os artigos são os seguintes:

Ao invés de ficarmos eternamente repetindo as antigas discussões e debates, que tal arregaçarmos as mangas e contribuirmos com algumas linhas ou parágrafos de informações embasadas para artigos que realmente esclareçam, orientem e ainda por cima, mantenham o registro histórico dos nossos principais temas?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s